A PhDsoft acaba de se associar ao Cluster Tecnológico Naval do Rio de Janeiro (CTN-RJ) como Parceiro de Primeira Hora.

 

“A indústria naval sempre embarcou muita tecnologia de ponta, com o uso pioneiro de sensores, radares, GPS, e, hoje, buscando, por exemplo, o desenvolvimento de navios inteligentes e uso de internet das coisas e gêmeos digitais”, explica Duperron Marangon Ribeiro, CEO da PhDsoft.

 

“Esse é um segmento que demanda tecnologia e inovação para responder às exigências e garantir a participação das empresas do setor em um mercado global, em que a competitividade é mensurada pela eficiência de seus recursos tecnológicos “, explica, lembrando que a PhDsoft fechou seu primeiro contrato com a Transpetro em 1993 e hoje atende a diversas plataformas de produção de petróleo em operação no mundo e assinou, no ano passado, contrato com o Porto de Houston, nos Estados Unidos.

 

Um dos mais importantes portos dos EUA e um dos mais movimentados do mundo, o Porto de Houston utilizará o C4D, gêmeo digital da PhDsoft, para melhorar o desempenho operacional, reduzir custos de inspeção e manutenção, e maximizar a vida útil dos guindastes.

 

Associação sem fins lucrativos reconhecida no Ministério da Economia e na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Estado do Rio de Janeiro,  o CTN-RJ tem como objetivo fomentar a cooperação e contribuir para o desenvolvimento das atividades econômicas relacionadas ao Mar no Estado do Rio de Janeiro.

 

“Temos muito a contribuir com as empresas que formam o Cluster Tecnológico Naval e com o desenvolvimento da economia do mar. É um setor que faz parte do DNA da PhDsoft.  Esta será, certamente, uma parceria de sucesso”, conclui Duperron.